Novembro, 1995
Coração é terra que ninguém manda.
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios PerfilPerfil ContatoContato
Textos

Des-pe-di-da

A cidade agora me parece tão solitária
As luzes dos prédios já estão apagadas
O fluxo de carros bem reduzidos.

Na rua, só a lua iluminando o que restou
E eu aqui, perambulando pelos quatro cantos
Vendo a vida perder toda a cor.

A maioria das pessoas já estão dormindo,

Mas eu estou chorando, porque hoje você me deixou.
Intensidades
Enviado por Intensidades em 08/04/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários